Brazil: Songs of Protest – Zelia Barbosa Sings of the Sertão & Favela, 1968

Este disco é uma reedição americana do clássico “Brésil: Sertão & Favelas” da cantora pernambucana Zélia Barbosa originalmente lançado na França em 1968.

Aqui, Zélia interpreta de uma maneira bem intensa (no estilo Maria Bethânia) canções que transformaram a música brasileira num veículo de expressão e contestação da situação do Brasil nos anos 60 e que continua fazendo sentido até hoje. Nas palavras dela: A música naquele momento não era só música. Era um movimento, era uma maneira de se fazer política, era protestadora, levantava a multidão e mexia com a Censura. Era a verdadeira Música Popular Brasileira.”
Continuar lendo

Elis Regina – Samba, Eu Canto Assim!, 1965

Quinto álbum de estúdio da cantora e o primeiro a ser lançado pela Philips, uma das maiores gravadoras da época e onde Elis permaneceu por longos anos. Digamos que foi seu primeiro disco de gente grande. Além dela estar no auge da sua carreira quando esse disco foi lançado, ele conta com composições de grandes nomes como Edu Lobo, Carlos Lyra, Marcos Valle, Vinícius de Moraes e Baden Powell. Continuar lendo

Grupo Medusa – Grupo Medusa, 1981

Esse é o primeiro dos dois discos lançados pelo grupo que reunia uns dos melhores nomes da música instrumental brasileira como Amilson Godoy (piano), Heraldo do Monte (guitarra, bandolim e violão), Cláudio Bertrami (baixo) e Chico Medori (bateria e percussão).

Continuar lendo