ESPECIAL GILBERTO GIL

 

Em homenagem a um dos mestres da nossa música brasileira, que fez aniversário essa semana, reunimos alguns de seus melhores discos e contamos um pouco sobre eles.

  • Louvação, 1967
  • Expresso 2222, 1972
  • Compacto: Maracatu Atômico / Preciso Aprender a Só Ser, 1974
  • Refavela, 1977

Gilberto Gil – Louvação, 1967

“Louvação” foi o primeiro disco de Gil. Ele só tinha 24 anos na época e já mostrava o quão brilhante era como músico e compositor. As músicas foram descritas como “um pouco rudimentares, mas com uma incrível riqueza melódica”, influenciadas por Tom Jobim, um dos líderes da bossa nova, movimento que antecedeu o álbum. Os arranjos são assinados por Dory Caymmi, Carlos Monteiro e Souza e Bruno Ferreira.

Lançado um pouco antes do Tropicália, o disco já trazia a essência do movimento antes mesmo dele fazer barulho.

Gil compôs todas as canções, algumas em parceria com Caetano Veloso, Torquato Neto, Geraldo Vandré e José Carlos Capinam, em meio a ditadura militar. Por esse motivo as letras carregam muitos questionamentos sobre os problemas sociais, religiosidade e problemas no governo.

As músicas passeiam pelos ritmos nordestinos, samba e bossa nova, com destaques para o clássico “Procissão” (seu primeiro single oficial), “Roda” e “Vira-Mundo”.

Músicas:

  1. Louvação (Gilberto Gil e Torquato Neto)
  2. Beira mar (Gilberto Gil e Caetano Veloso)
  3. Lunik 9 (Gilberto Gil)
  4. Ensaio geral (Gilberto Gil)
  5. Maria (Gilberto Gil)
  6. A rua (Gilberto Gil e Torquato Neto)
  7. Roda (Gilberto Gil e João Augusto)
  8. Rancho da Rosa Encarnada (Gilberto Gil, Torquato Neto e Geraldo Vandré)
  9. Viramundo (Gilberto Gil e Capinan)
  10. Mancada (Gilberto Gil)
  11. Água de Meninos (Gilberto Gil e José Carlos Capinan)
  12. Procissão (Gilberto Gil e Edy Star)

 

Gilberto Gil – Procissão

 

Gilberto Gil – Roda

 

Gilberto Gil – Vira-Mundo

 

Gilberto Gil – Expresso 2222, 1972

Esse álbum foi lançado em 1972 e marca o retorno de Gil ao Brasil após um exílio de três anos em Londres. O nome “Expresso 2222” foi inspirado em um ônibus que o compositor pegou para chegar à Bahia.

Aqui ele mistura suas influências brasileiras com a cultura internacional. Um exemplo claro é o rock de “Back in Bahia”, que retrata suas saudades da terra natal.

A faixa “Chiclete com Banana” mistura diversos ritmos brasileiros, da bossa nova ao samba rock.

“O Sonho Acabou” também entra em destaque com suas críticas sociais: ‘o sonho acabou, quem não dormiu no sleep bag nem sequer sonhou’ ou ‘Foi pesado o sono pra quem não sonhou’, referindo-se aos não-ativistas no período de repressão da ditadura que não se manifestaram e preferiram assistir a toda desgraça dentro de casa.

Músicas

  1. Pipoca Moderna (Sebastião C. Biano)
  2. Back in Bahia (Gilberto Gil)
  3. O Canto da Ema (João do Vale, Aires Viana, Alventino Cavalcante)
  4. Chiclete com Banana (Almira Castilho e Gordurinha)
  5. Ele e Eu (Gilberto Gil)
  6. Sai do Sereno (Onildo Almeida)
  7. Expresso 2222 (Gilberto Gil)
  8. O Sonho Acabou (Gilberto Gil)
  9. Oriente (Gilberto Gil)

 

Gilberto Gil – Back in Bahia

 

Gilberto Gil – Chiclete com Banana

 

Gilberto Gil – O Sonho Acabou

 

Gilberto Gil – Maracatu Atômico / Preciso Aprender a Só Ser, 1974 (compacto)

Compacto lançado em 1974 com musicas inéditas que não saíram em nenhum outro LP de Gil.

Destaque para versão samba-jazz funkeada da música de Jorge Mautner, “Maracatu Atômico”.

Músicas

  1. Maracatu Atômico
  2. Preciso Aprender a Só Ser

 

Gilberto Gil – Maracatu Atômico

 

Gilberto Gil – Refavela, 1977

“Refavela” é o segundo LP da trilogia “Re” que começa com o “Refazenda” (1975) e termina com “Realce” (1979). Neste disco, Gil evidencia a música africana (recém chegado de uma viagem a Nigéria) e o funk brasileiro (influenciado pelo Movimento Black Rio que vivia seu auge naquele ano).

Destaque para a faixa-título “Refavela”, transmitindo o sentimento de orgulho do povo negro, em busca de uma identidade própria e libertação: “A Refavela / Revela o salto / Que o preto pobre tenta dar / Quando se arranca/ Do seu barraco / Prum bloco do BNH”.

Vale destacar também as musicas “Ilê Ayê”, nome do primeiro bloco de carnaval afro da Bahia e composta pra ele, o afro groove “Babá Alapaá” e a interpretação funkeada da música de Tom Jobim, “Samba do Avião”.

 

Músicas:

  1. Refavela (Gilberto Gil)
  2. Ilê Ayê (Paulinho Camafeu)
  3. Aqui e Agora (Gilberto Gil)
  4. No Norte da Saudade (Gilberto Gil, Moacyr Albuquerque, Perinho Santana)
  5. Babá Alapalá (Gilberto Gil)
  6. Sandra (Gilberto Gil)
  7. Samba do Avião (Tom Jobim)
  8. Era Nova (Gilberto Gil)
  9. Balafon (Gilberto Gil)
  10. Patuscada de Gandhi (Afoxé Filhos de Gandhi)

 

Gilberto Gil – Refavela

 

Gilberto Gil – Ilê Ayê

 

Gilberto Gil – Babá Alapaá

 

Gilberto Gil – Samba do Avião

 

Um comentário sobre “ESPECIAL GILBERTO GIL

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s