Som Imaginário – Matança do Porco, 1973

 

Som Imaginário foi a banda que acompanhou Milton Nascimento nos anos 70 e uma das principais influências para originar o “Clube da Esquina”. “O Som Imaginário foi um embrião do que ele iria desenvolver com o Clube da Esquina” disse recentemente o violonista Tavito.

“Matança do Porco” foi o terceiro e último disco da banda. O tecladista, arranjador e maestro Wagner Tiso, assina todas as composições influenciadas pelo jazz, rock progressivo, música erudita e mpb.

O maior destaque do disco está na faixa-título “Matança do Porco”. Música de 11 minutos onde se sobressaem as vozes de Milton Nascimento e os Golden Boys, a guitarra de Fredera e as frases de Wagner Tiso. A faixa foi composta para o filme “Os Deuses e os Mortos”, de Ruy Guerra que concorreu ao Festival de Berlim em 1971.

Outro destaque é a faixa “Mar Azul”, com forte influência do samba-jazz e que traz Danilo Caymmi na flauta.

*OBS: Capa da reedição

Músicas:

  1. Armina (Wagner Tiso)
  2. A3 (Wagner Tiso)
  3. Armina [Vinheta 1] (Wagner Tiso)
  4. Armina nº 2 (Wagner Tiso)
  5. A Matança do Porco (Wagner Tiso)
  6. Armina [Vinheta 2] (Wagner Tiso)
  7. Bolero (Mil, Luiz Alves, Wagner Tiso, Robertinho Silva, Tavito)
  8. Mar Azul (Luiz Alves, Wagner Tiso)
  9. Armina [Vinheta 3] (Wagner Tiso)

 

Som Imaginário – Matança do Porco

 

Som Imaginário – Mar Azul 

Um comentário sobre “Som Imaginário – Matança do Porco, 1973

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s